Resenha: A mediadora - A terra das sombras de Meg Cabbot

22 setembro 2020

Confesso que só comecei a ler esse livro por indicação no booktt (twitter). Como eu assisti a série Julie and the phantoms da netflix e fiquei totalmente apaixonada decidi aceitar a indicação porque é um livro que traz fantasma e um possível amor entre uma corpórea e um fantasma. O livro é rápido de ler e tem poucas páginas além de recentemente ter ganhado uma cara nova, com direito a capa dura. A saga conta com 7 livros que não sei se lerei todos porque tenho um pilha de livros novos que comprei e outros na lista para ler. 



Primeiro a gente é apresentado ao novo lugar que a Suzannah chega, ela viaja para a Califórnia porque a mãe casou de novo e é lá que elas vão viver. Logo de cara a autora dá muitos detalhes e muitas descrições o que me incomodou um pouco, mas para quem ama descrição timtim por timtim vai amar. Suze ganhou de brinde 3 irmãos ao qual ela apelidou de: dunga, soneca e mestre. Indo para sua nova casa ela descobre que vai para uma escola que foi construída tem 300 anos e ela odeia lugares antigos (porque geralmente tem muitos fantasmas), mas descobre que é pior porque a casa em que vai morar foi construída em 1849.

Quando ela chega na sua nova casa ela fica relutante em entrar, mas precisa conhecer seu quarto, ao qual sua mãe e padastro decoraram e escolheram. Aliás o quarto tem a melhor vista e ainda um banco na janela (meu sonho gritos internos), mas quando ela entra já vê logo de cara um sujeito espreitando perto da janela. 

 “Talvez tudo dê certo.. Até que me virei para a janela e vi que alguém já estava aboletado no assento que o Andy fizera com tanto carinho.”

O primeiro encontro dela com Jesse, o fantasma gato, não vai ser tão positivo assim, além dela mostrar pra ele que estava o vendo ali ela discute com ele e ainda segura a mão dele com força. Ta aí uma novidade ela não só vê, fala, ela também pode tocar neles o que é bizarro. O desenrolar da  história vemos Suze tentando expulsar um fantasma de uma menina que se matou e quer que o namorado se junte a ela, tentando matá-lo na escola.  Além disso vemos como Jesse quer ajudar ela no lance de mediadora dela e que o padre da escola também é mediador a anos tenta ensinar a ela que não se resolve tudo na porrada quando o assunto é fantasmas. 

“..., mas aquele cara... caramba, ele devia ter sido alguma coisa quando vivo, pois ali estava ele morto e eu já estava querendo adivinhar como eram as coisas por baixo da camisa branca que usava”


SINOPSE: A terra das sombras chega com design de capa e miolo completamente renovados! Suzannah é uma adolescente igual a todas as outras – ou quase. Há apenas um pequeno detalhe: ela consegue ver fantasmas. Sua missão é ajudar as almas penadas a descansarem em paz. Mas como explicar à mãe ou aos professores que suas travessuras noturnas foram provocadas por... Assombrações? Quando sua mãe se casa pela segunda vez e elas precisam se mudar para a ensolarada Califórnia, Suze passa a acreditar que as coisas vão melhorar. Mas ao chegar lá, Suzannah percebe que a nova família mora em uma casa muito antiga. E, é claro, assombrada. Só que por um fantasma bonitão, que nada faz para assustá-la, muito pelo contrário.

- “No final das contas, sou uma adolescente americana perfeitamente normal e comum. Só que eu falo com os mortos . Talvez não devesse dizer assim. Talvez devesse dizer que os mortos é que falam comigo.”


Achei o livro bom, não é uma obra prima é o primeiro livro e eu fiquei curiosa para saber mais sobre o Jesse o fantasma, como ele morreu, como ele vai interferir na vida da Suze e essas coisas. Eu dou 3 estrelas porque me incomodou muito tanta descrição, principalmente pelo fato dela falar tanto das palmeiras e porque achei fraco. O bônus é que como a autora segurou o mistério sobre o fantasma me fez acabar ele rápido e me prender ao livro. A Suze é uma garota nada clichê de livro porque ela se acha forte, insuperável, acha que resolvi tudo sozinha e tem uma puta autoestima elevada. Para quem quiser ler acredito que vale mais a pena ler os outros pra descobrir mais esse é só uma introdução mesmo.  







Tendência: Shorts godê

20 setembro 2020

 A nova tendência de 2020 que está fazendo a cabeça das influencers nacionais é os shorts jeans godê. Apesar de ter surgido na versão jeans também vi na versão em tecido colorido. O modelo desse shorts dá visualmente um aumento no quadril e dar a impressão de cintura e pernas mais finas. Abaixo alguns looks para vocês se inspirarem.

A peça apareceu no desfile da coleção de verão 2020 de Alexander Wang. Os shorts tem uma modelagem mais soltinha e já caiu no gosto. Vocês usariam?

Chiara Ferragni, Marina Ruy Barbosa, Aline Thássia Naves e Rica de Marré estão entre os nomes das que amaram e aderiram a peça. 















Resenha: Espero por você de Jennifer L. Armentrout

12 setembro 2020

Mais um livro que li pelo celular confesso que já está virando um hábito e logo vou investir em um kindle. Esse livro eu achei por acaso no site scribd e como ganhei um mês de graça lá estou lendo alguns livros disponíveis.

Ao pesquisar por ele no skoob, vi que espero por você tem uma nota de 4.1 de 5, além dessa nota ele tem boas resenhas pelo site e eu fiquei interessada pela história. Vou contar a sinopse e deixar o que achei abaixo.

Para quem quiser ele físico tem na amazon por R$ 19,90

Livro: Espero por você

Autor (a): Jennifer L. Armentrout

Editora: Novo Conceito / Gênero: Romance 

Páginas: 384 / Ano: 2017

Skoob

NOTA: 5/5

Espero por você é um livro new adult então vai ter sim um cara gostosão, universidade, amigos e uma moça. Só que nesse caso, a garota, Avery Morgansten tem um passado misterioso. Ela precisou fugir, mudar os ares, fazer faculdade longe de casa. Ele apesar de fazer faculdade não tão perto de casa sempre foi o popular, o gostoso que ao sorrir as mulheres tirariam as calcinhas. 

O primeiro dia de aula de Avery é marcado logo com a trombada que ela dá em um poste musculoso através das portas que ela empurra apressada e atrasada. Cam, Cameron Hamilton é esse poste e se vê logo tão atraído por Avery que não vai desistir de fazer parte da vida dela tão fácil. 

Cam - "Está tudo bem. Estou acostumado com garotas se jogando em meus braços. Mas tentar pular nas minhas costas é novo. Meio que gostei.”

Avery - "Eu não estava tentando pular em suas costas nem me jogar nos seus braços."

Cam - "Não estava? Bem, que pena. Se estivesse, este teria sido o melhor primeiro dia de aula da história.”

 O primeiro dia foi parcialmente um desastre, mas logo ela se vê muito amiga de um menino gay, Jacob (eu adoro esse maluco) que conheceu antes de começar a faculdade e ele a apresenta a uma amiga doida, Brittany (Britt quer o mundo? Eu te dou). Após 5 anos do seu passado sombrio Avery não tem amigos e esses vão ser os melhores amigos que ela poderia ter. 

Jacob - "Você não precisa estar num relacionamento para um pouco de tchica-tchica-bum"

 Quando Avery e Cam saem para fazer um trabalho noturno de Astronomia, ele a convida para sair. Ela recusa o convite, e ele passa meses chamando-a para sair mesmo sabendo que será recusado. Durante esse trabalho ele descobre que Avery nunca namorou e nem se quer teve um encontro então ele tenta pedir para sair com ela quase sempre, mesmo recebendo vários não.

"Algumas coisas valem a pena esperar. Algumas coisas valem a pena experimentar. Algumas coisas não devem ser mantidas em silêncio. E, por algumas coisas, vale a pena lutar."

Será que Avery consegue superar o passado? Será que ela conta o que está passando aos novos amigos e ao boy gato gostosão? Não vou contar mais do livro porque seria muito spoiler, mas vou listar algumas coisas que acho legal para te convencer a ler.

Avery é ruiva, delicada, quieta, veio de família rica que não dá a mínima para ela. Avery viveu um passado muito complicado há 5 anos e tenta a todo custo esquecer tudo aquilo, mas logo receberá sms e e-mails muito suspeitos.

Cam é alto, tem uma tatuagem de sol no peito, veio de família rica, mas uma família muito unida e amorosa, tem olhos azuis e um cabelo preto ondulado. Ahh como eu ia esquecer? O gato ainda cozinha. Ele teve que largar o futebol o que amava e recomeçar a faculdade após um ano. O que será que tem nesse mistério?

* A autora foi delicada ao tratar de dois assuntos tão sérios nesse livro. Eu confesso que chorei lendo na madruga e queria colocar a Avery no colo.

O amor deles não é nada clichê, nada como amor á primeira vista. A autora constrói muito bem o amor deles e a gente acompanha ansiosa cada capítulo.

As cenas hot não são nada comparado a 50 tons porque é new adult. Então são quentes, mas são bem delicadas. 

Ps: Quero um Cam pra mim alguém diz onde vive? 

"Cam - Tem certeza? Eu tenho cookies.

Avery - Cookies? - Minhas sobrancelhas se levantaram.

Cam - Sim, e fui eu que fiz. Sou bom na cozinha."

SINOPSE: Algumas coisas valem a pena esperar. Algumas coisas valem a pena experimentar. Algumas coisas não devem ser mantidas em silêncio. E, por algumas coisas, vale a pena lutar. Avery Morgansten precisa fugir. Ir para uma faculdade a centenas de quilômetros de casa foi a única forma que encontrou para esquecer o acontecimento fatídico que, cinco anos antes, mudara a sua vida para sempre. O que não estava em seus planos era atrair a atenção do único rapaz que pode mudar totalmente a rota do futuro que Avery está tentando construir. Cameron Hamilton tem um metro e noventa de altura, impressionantes olhos azuis e uma habilidade notável para fazer com que Avery deseje coisas que ela acreditava terem sido roubadas irrevogavelmente dela. Envolver-se com ele é perigoso. No entanto, ignorar a tensão entre eles — e despertar um lado dela que nunca soube que existia — é impossível. Até onde ela estará disposta a ir e o que fará para esquecer o passado e viver aquela relação intensa e apaixonada, que ameaça ruir todas as suas certezas e fazê-la conhecer um mundo de sensações que julgava estar negadas para sempre?

DICAS DE BLOGUEIRA
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL